Por Que Alguns Lugares No Brasil Usam 110v E Outros 220v?

A resposta é simples: não existe um padrão no país. Quando a rede elétrica começou a ser montada, no início do século XX, diferentes empresas se estabeleceram em cada região do país.

“A escolha do sistema de 110 volts ou de 220 volts dependeu do país de origem das primeiras empresas e de uma análise de custos: a quantidade de consumidores por metro quadrado, o dinheiro para a instalação e para os materiais necessários, como transformadores e cabos”, afirma Ronaldo Roncolatto, gerente de engenharia da empresa CPFL.

Nesta época, as canadenses Rio de Janeiro Tramway, Light & Power e São Paulo Light & Power instalaram redes de 110 volts para consumo residencial nas duas principais cidades da Região Sudeste. Já as primeiras concessionárias que distribuíram energia na Região Nordeste optaram pelo 220. Os sistemas continuam os mesmos até hoje porque é inviável reformar toda a rede de distribuição – custaria muito dinheiro. “Existem vantagens e desvantagens em cada tipo de sistema. Não se pode dizer que um é mais vantajoso que o outro sempre”, diz Ronaldo.

Abaixo, a gente enumera os pontos fortes e fracos do 110 e do 220 em cinco perguntas cruciais.

Qual é a tensão mais segura?

A 110 volts. O choque de 220 volts é duas vezes mais forte que um de 110 volts. Isso porque, no caso do corpo humano, quanto maior a tensão na tomada, maior a corrente elétrica que causa o choque. É o contrário do que rola com os aparelhos elétricos.

Qual é a melhor tensão para evitar apagões?

A 220 volts. Geralmente, um “apagão” ocorre quando as casas solicitam um excesso de corrente elétrica à rede de distribuição. Ligar aparelhos em 220 volts é uma forma de evitar essa sobrecarga porque, quanto maior a tensão, menor é a corrente que os aparelhos elétricos usam para funcionar.

Qual é a tensão com manutenção mais barata?

É a 220 volts – pelo menos para os concessionários. Esse sistema usa menos transformadores e cabos mais baratos no caminho da distribuidora até o consumidor final.

Qual é a tensão que consome menos recursos ambientais?


Não faz diferença. Para nossos recursos naturais (por exemplo, a água das hidrelétricas), também não importam nem a tensão nem a corrente. O que conta mesmo é a potência total dos aparelhos ligados à rede elétrica.

Qual é a tensão mais econômica para o consumidor?


Não faz diferença, porque o consumo é medido em quilowatt-hora – ou seja, pela potência e pelo tempo de funcionamento dos aparelhos ligados. Para reduzir a conta de luz, é preciso usar menos os aparelhos ou optar por modelos menos potentes.

Fonte: Mundo Estranho




WhatsApp

Contato

Rua Água Branca, n 456, Bairro Água Verde
CEP: 89041-700 - Blumenau/SC - Brasil

E-mail: contato@manplex.com.br
Telefone: (47) 3057-8444

Cadastre-se e receba as nossas novidades

×

Escolha o site desejado!

Logo Fehrmann Logo Manplex